Cavalo pai

No azulejo úmido do banheiro
rosto de cavalo
sonhado nas riscas

Presença de cavalo pai
imaginado no fio
embaçado das gotas

No azulejo grosseiro do banheiro
uma faceta de pai cavalo
apertando de saudade
no corpo de boneca

Era uma vez um pai

E no pesar do pai
um rosto de cavalo
rabiscado em azulejo frio

Entre azul e marrom
Uma vez um pai

Josiane Orvatich

Imagem: Caverna de Chauvet, pintura de 30.000 anos